Bjarke Rink

Homenagem

  • Flávia Zago
  • 13/08/2018
  • 11h21

 


 

É com pesar que a Diretoria da ABCCMM e todo o meio equestre receberam, no domingo, 12 de agosto, a notícia do falecimento do cavaleiro Bijarke Rink. Hipólogo, pesquisador e estudioso da história da equitação, ele foi um dos fundadores da Escola Desempenho de Equitação (1990) e do IHOCA (Instituto Homo-Caballus - (2003 -  dedicado ao estudo pioneiro da Ciência da Equitação), ambos em Cachoeiras de Macacu (RJ), cidade onde ele criava a raça Mangalarga Marchador.

Associado desde 1982, com o sufixo Desempenho, o criador faleceu aos 78 anos e era casado com Mara Rink.

Bjarke mudou-se da Dinamarca para o Brasil aos sete anos de idade. Depois de uma carreira de sucesso em marketing, ele decidiu trabalhar em tempo integral com sua paixão ao longo da vida: cavalos. Criando e treinando os animais, ele aprendeu muito da relação homem-cavalo.

Bjark trabalhou com pesquisadores equinos para desvendar como os sistemas nervosos humano-cavalo se conectam durante a equitação. Seu primeiro livro, The Centaur Legacy, foi publicado na Inglaterra pela Long Rider's Guild Press.

Bjarke era um grande estudioso e foi o responsável pela introdução da Arquearia a cavalo no Brasil, como relembrou Paulo Junqueira, amigo e tradutor do livro da edição em português Desvendando o Enígma do Centauro - Como a união homem-cavalo acelerou a história e transformou o mundo.

Autor também da obra The Rise of the Centaurs (não disponível em português), ele reexamina os momentos de transformação histórica através dos olhos de um cavaleiro.

Apreciador e criador da raça Mangalarga Marchador, Rink participou como personagem em matéria jornalística do MMTV edição 61. Na reportagem, ele explica a técnica sobre Arquearia Montada, para relembrar, clique aqui. https://www.youtube.com/watch?v=OMPMd2Z6kis