Artigo técnico

Acupuntura

  • Aline Perucci
  • 29/11/2017
  • 14h13

O médico veterinário, Anderson Pereira de Abreu, também proprietário da clínica Fisio Equi colabora com a “Semana Temática” do portal e fala sobre “Acupuntura para potencializar o desempenho de Marchadores Atletas”.

 

No passado, os equinos recebiam maior atenção dos antigos veterinários, quando comparados aos outros animais, porque eram úteis para as guerras e agricultura. A Medicina Oriental é conhecida por sua sabedoria milenar, tratando o indivíduo como um todo, levando em consideração o ambiente em que ele es inserido. Apesar de pouco aprofundado, o estudo histórico da Medicina Tradicional Chinesa voltada para os animais, em especial os cavalos, data de períodos remotos (XIE; PREAST, 2012)

 

Em tempos modernos, o avanço da tecnologia e o desenvolvimento da Medicina Veterinária ocidental, vem contando cada vez mais com o auxílio da Medicina Veterinária Tradicional Chinesa. A sinergia entre estas duas vertentes de tratamento mostra-se de grande valia, principalmente nos tratamentos de alterações musculotendíneas, gastrointestinais e comportamentais, oriundas do estresse provocado pela rotina exacerbada de cavalos atletas.

 

Os cavalos da raça Mangalarga Marchador são animais de notável beleza zoocnica e aptidão morfológica, muito apreciados por seu andamento marchado que confere comodidade ao cavaleiro. Entretanto a rotina de treinamento árduo, muitas vezes realizado de forma emrica, vem proporcionando a ocorrência de injúrias do aparelho locomotor, distúrbios gastrointestinais, e alterações comportamentais (estereotipias), resultado de uma rotina estressante de trabalho.

 

As necessidades por novas cnicas de tratamento não invasivas foram se tornando cada vez mais pertinentes, e a acupuntura equina evoluiu e expandiu para satisfazer esta crescente demanda. Alguns veterinários usam os mapas e pontos de acupuntura tradicionais, desenvolvidos pelos chineses, enquanto outras vertentes transpõe mapas de seres humanos adaptados à anatomia equina.

Dentre as inúmeras técnicas utilizadas na Medicina Tradicional Chinesa para equinos, podemos destacar: Acupressão, que é a aplicação da preso do dedo em pontos de acupuntura; Acupuntura, que consiste na inserção de agulhas respeitando ângulo e profundidade adequados ao ponto; Moxabustão, aquecendo os pontos de acupuntura por meio da combustão de um bastão de erva (Artemisia vulgaris); Laserpuntura terapia de Luz infravermelho, produzindo calor e estimulando os pontos de acupuntura; Aplicação de Frio, para aliviar dores musculares; Sonopuntura, utilizando estimulação ultrassônica em pontos de acupuntura; Injeção de soluções em pontos de acupuntura; Implantes, para se obter uma estimulação prolongada dos pontos por meio da introdução de materiais apropriados; e Eletroacupuntura, que implica em passar energia elétrica através de pontos de acupuntura (SCHOEN, 2006)

 A acupuntura veterinária é empregada principalmente nos tratamentos de condições musculoesqueléticas e neurológicas, dor lombar crônica, doenças gastrointestinais, distúrbios respiratórios, emocionais e comportamentais, reprodutivos, dermatológicos e oftalmológicos. Sempre abordando o cavalo como um todo, visando a estabilidade do organismo em prol da saúde do animal (SCHOEN, 2006; XIE; PREAST, 2012).

A utilização da acupuntura isolada ou associada a outras terapias não invasivas vem demonstrando grandes resultados em equinos Marchadores, e dentre seus inúmeros benefícios, é importante ressaltar que sua utilização não é considerada como Doping, podendo ser utilizada antes, durante e após as temporadas de competição, proporcionando alívio e bem estar aos cavalos.

O médico veterinário especialista em acupuntura deve estar atento quanto ao tipo da agulha utilizada, jamais reaproveitar agulhas descartáveis, evitando a disseminação de doenças. A atenção deve ser redobrada quanto a introdução e a retirada das agulhas, tomando o cuidado para verificar se todas as agulhas utilizadas foram recolhidas, evitando a ingestão de agulhas pelo animal, o que pode ocasionar sérios problemas. É importante salientar que, acupuntura vai muito além do ato de apenas espetar” agulhas em animais, e requer todo um diagnóstico clínico realizado por um profissional especializado, visando potencializar o desempenho dos cavalos Marchadores que exercem a atividade atlética.

Por Anderson Pereira de Abreu

 

CRMV MG 16487

 

Médico Veterinário PUC MG Técnico em Prótese e órteses

Especialista em Fisioterapia e Acupuntura Veterinária - IBRA SP Mestrando em Produção de Equinos UFMG

Membro e sócio da FisioEqui Fisioterapia de Equinos

 

 

 

 

 REFERÊNCIAS


 

XIE, Huisheng; PREAST, Vanessa. Medicina Veterinária Tradicional Chinesa: Princípios

Fundamentais. São Paulo: Medvet, 2012. 640 p.

 

SCHOEN, A. M. Acupuntura Veteriria: Da Arte Antiga à Medicina Moderna. São Paulo,

2006: ROCA: 603p.